Agroflorestas nas planícies de aluvião de Spreewald, Alemanha

Descrição do sistema

A Reserva da Biosfera de Spreewald abrange cerca de 475 km2 e está situada em Brandenburg, sudeste de Berlim. A área é dominada por uma rede de canais navegáveis e a combinação da propriedade da terra e da instalação de pequenos canais de transporte, que foram posteriormente plantados com árvores, resultou, em alguns lugares, em sebes de árvores alinhadas que demarcam áreas relativamente pequenas. As espécies de árvores dominantes são o amieiro (Alnus glutinosa (L.) Gaertn.), o choupo negro (Populus nigra L.) e o azereiro-dos-danados ou pado-do-alvão (Prunus padus L.). A pastagem ou é cortada ou é pastada por gado que é utilizado para a produção de carne ou leite.

Reunião de stakeholders inicial

A primeira reunião de stakeholders foi realizada em 16 de outubro de 2014. Os aspectos positivos percebidos do sistema agroflorestal incluem a produção de pastagens, o reforço da biodiversidade e habitats para a vida selvagem, a diversidade de produtos e conservação do solo. As questões negativas incluem as exigências de trabalho e as dificuldades no desenvolvimento de mercados para os produtos da região. Questões como a largura máxima de 10 m de cerca viva para ser elegível para pagamentos e as restrições à utilização de produtos colhidos nas filas de árvores também foram mencionados. Entre as potenciais áreas de pesquisa incluem-se a minimização dos custos das sebes, a melhoria da comercialização e a análise económica de sistemas agroflorestais com e sem apoio governamental.

Se você gostaria de saber mais sobre a actividade deste grupo, entre em contato com o Dr Jaconette Mirck
(
mirck@tu-cottbus.de) ou Penka Tsonkova (penka.tsonkova@tu-cottbus.de) da BTU Cottbus-Senftenberg.

Faça download do relatório inicial de stakeholders

Faça download do protocolo inicial de pesquisa e desenvolvimento

Download the system description

A system description describing the initial research on the hedges in the Spreewald area was produced in November 2015.

Lessons learnt

Penka Tsonkova and colleagues describe a strategy of restoring the tree-lined waterways in the Filow area in the Spreewald flood plain.  The habitat is valued for its biodiversity and landscape. The restoration process involves replanting the hedgerows with a mixture of native species, including fast growing trees, such as black alder (Alnus glutinosa), poplar and willow species, as well as some slower growing species. The cost of restoration is high being about 24 €/m for planting, 18 €/m for fencing (for both sides of the hedgerow), and 18 €/m to clear the waterways and create soil walls for hedgerow establishment. The report describes the planting arrangements and fuelwood prices where the revenue from harvesting wood for fuelwood is sufficient to cover harvesting costs. It also highlights the importance of simplifying the grant application process and enhancing the value of harvested fuelwood.